Ciclovia Tim Maia desaba novamente

Trecho da via cedeu perto de São Conrado após forte temporal que atingiu a cidade na madrugada desta quinta (15)


VARIEDADES
Por equipe
Quinta, 15 de fevereiro de 2018 às 11:50
Um novo trecho da ciclovia Tim Maia, na Zona Sul do Rio, desabou nesta quinta-feira (15) após forte temporal. A queda ocorreu às 7h, em São Conrado, e não há informações sobre vítimas segundo o Centro de Operações.

Em nota, às 7h10, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que agentes da Defesa Civil seguiram para o local, e que a ciclovia seria interditada no trecho entre São Conrado e Barra da Tijuca. Somente às 8h43 o local foi fechado. Até essa hora, ciclistas e pedestres transitavam no local. Às 9h46, agentes da Defesa Civil chegaram à ciclovia.

O temporal que atingiu o Rio nesta madrugada deixou um rastro de destruição pela cidade e matou três pessoas.
"Toda vez que passo aqui, cada vez que passava, eles iam maquiando com sacos de areia, material de construção e colocando embaixo. Mas não havia manutenção", reclamou um pedestre.

"É realmente inacreditável. (Uso) frequentemente (a ciclovia), vou até a Bara, antes ia até o Leblon e agora não podemos mais", lamenta outra usuária da ciclovia.

A Secretaria de Urbanismo esclareceu que o solo abaixo da ciclovia cedeu por conta de uma erosão causada por infiltração da água da chuva. A pasta afirmou que técnicos da GeoRio vão investigar a causa da erosão "que não é comum naquela região apesar do grande volume de chuva registrado".

Ainda de acordo com a secretaria, o trecho destruído é de 30 metros de comprimento. A empresa responsável pela obra já foi acionada para fazer os reparos imediatos - a obra está na garantia e, por isso, os reparos serão feitos sem custos para o município.

Desabamento e mortes
Em abril de 2016, um outro trecho da ciclovia desabou e matou duas pessoas. O Crea-RJ foi intimado pela Justiça a periciar a obra e apresentar seu parecer. Ao concluir o estudo, a entidade identificou problemas nos pilares da estrutura, como pontos de corrosão.