Limeira não é área de risco para febre amarela, diz Ministério da Saúde

Ontem (15), foram aplicadas mais de 400 doses em Limeira, o dobro da média mensal do município


SAÚDE
Por equipe
Terça, 16 de janeiro de 2018 às 09:53
Limeira é área sem recomendação da vacina contra a febre amarela para o Ministério da Saúde. Isso significa que o município não é considerado área de risco para a doença. Por esse motivo, a vacinação está sendo fornecida pela Secretaria Municipal de Saúde somente para pessoas que irão viajar para áreas de risco e para moradores e trabalhadores da área rural. Pessoas com mais de 60 anos e crianças com menos de 9 meses precisam de carta de recomendação médica para receber a dose.

O coordenador da Vigilância em Saúde da pasta, Alexandre Ferrari, ressalta que não é recomendada a vacinação sem indicação. “O cidadão acaba se colocando em risco desnecessário. Algumas pessoas podem ter efeitos colaterais sérios, como febre alta, dores no corpo, náuseas e vômito, e em casos graves podem ocorrer hemorragias, insuficiência renal e icterícia”, diz.

Ele ressalta que na manhã de ontem (15) foram ministradas mais de 400 doses, o dobro da média mensal verificada em 2016, que é 200. “Essa grande procura nos preocupa, já que algumas pessoas podem estar sendo vacinadas sem necessidade”, afirma.

Ferrari salienta que a secretaria está em alerta, e garante que caso ocorra uma mudança no quadro a cidade está preparada para imunizar a população. “Temos 17 pontos de vacinação, que são suficientes para atender a todos.”

Educadora

Comando Sertanejo Educadora