Trânsito na Esplanada é bloqueado para julgamento do habeas corpus de Lula no STF

Para evitar conflitos, Secretaria de Segurança Pública fará divisão do gramado central da Esplanada


POLÍTICA
Por equipe
Quarta, 04 de abril de 2018 às 10:32
O trânsito na região central de Brasília terá uma série de interdições, desvios e mudanças durante o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Supremo Tribunal Federal (STF). A análise deve começar nesta quarta-feira (4).

Os bloqueios foram montados à meia-noite, fechando o Eixo Monumental na altura da Catedral Metropolitana. Quem estiver descendo pela via rumo ao Congresso terá de virar à direita, pegando o acesso à L2 Sul. Durante todo o dia, os dois sentidos do Eixo Monumental seguirão interditados da Catedral até o Balão do Presidente.

Gramado repartido
Outra medida adotada pela Secretaria de Segurança Pública foi a divisão do gramado central da Esplanada dos Ministérios por uma grade de 1,20 metro de altura. Prédios localizados na área central do Plano Piloto também receberam cercas para impedir o acesso de pedestres:

- Congresso Nacional
- Palácio do Planalto
- Ministério da Justiça
- Itamaraty
- Supremo Tribunal Federal
- Praça dos Três Poderes

O gradeamento – usado pelas forças de segurança do Distrito Federal em outras ocasiões, como no processo de impeachment de Dilma Rousseff – foi empregado para separar grupos de manifestantes que devem acompanhar o julgamento no STF. As vias serão liberadas somente após a dispersão total do público.

De acordo com a Secretaria de Segurança, as pessoas que são contra a concessão do habeas corpus deverão ficar à direita da Esplanada, com concentração no Museu Nacional. Aquelas favoráveis à liberdade de Lula ficarão à esquerda, com o Teatro Nacional como ponto de apoio.

O limite de acesso dos manifestantes será a Alameda das Bandeiras. Itens como balões e bonecos infláveis não poderão entrar na área da Esplanada.

Na altura da Catedral, a Polícia Militar vai montar uma linha de revista para impedir que os participantes dos protestos acessem a Esplanada com objetos proibidos – a lista também inclui fogos de artifício, armas, facas e produtos inflamáveis.

Habeas corpus
O STF vai julgar, nesta quarta-feira (4), o habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso do triplex em Guarujá, a 12 anos e um mês de prisão em regime fechado. A defesa de Lula argumenta que, segundo a Constituição, o reú só pode ser preso após transitado em julgado, quando não cabe mais nenhum recurso.

Padre Marcelo Rossi

Nosso Momento de Fé