Vítima reage a assalto e mata bandido com três tiros no Jardim Piratininga

Caso foi registrado no Plantão Policial como roubo, homicídio simples e legítima defesa


LIMEIRA
Por equipe
Sexta, 23 de fevereiro de 2018 às 14:01
Uma família foi surpreendida, ao chegar em casa na noite de ontem (23), por um bandido armado com uma faca. O caso aconteceu no Jardim Piratininga. Segundo informações do boletim de ocorrência, uma das vítimas, uma mulher de 33 anos, contou à polícia que chegou em casa acompanhada do filho, de 16 anos, e do irmão, de 28. Após 20 minutos, enquanto conversavam na sala, eles foram surpreendidos por um rapaz armado com uma faca de cozinha. Ele teria entrado pela porta da frente da residência e rendido a moça, que teve a faca apontada para seu pescoço. O bandido exigiu dinheiro, além das chaves da casa e do carro.

O filho, que jogava videogame no quarto, ouviu o barulho e se dirigiu até onde estavam. Segundo a mãe, ele ficou bastante assustado com a movimentação. Foi quando o assaltante resolveu sair, com a mulher ainda rendida, para a garagem. Ele ordenou que ela entrasse no veículo e sentasse no banco do passageiro.

Enquanto isso, o irmão da mulher foi até um dos quartos, pegou uma arma que pertence ao seu cunhado – que está viajando a trabalho - e retornou à garagem. Foi então que, ao perceber que o bandido não se acalmava e mantinha sua irmã sob grande ameaça, disparou três vezes contra o rapaz, que morreu na hora. Um dos tiros acertou em cheio o peito, outro a região das nádegas e o terceiro pegou na canela.

O delegado José Antônio Tibúrcio esteve no local juntamente com o investigador Adalberto. Lá, constataram que a arma está devidamente registrada e certificada em nome do marido da mulher mantida refém. Mesmo assim, como procedimento de praxe, a arma foi apreendida, assim como dois projéteis amassados, a faca e ainda um óculos de grau, que pertencia ao assaltante.

Por não estar portando nenhum documento, a polícia ainda não identificou o bandido. Será necessário um exame de impressão digital para tal identificação. As vítimas se apresentaram no Plantão Policial e foram liberadas após prestarem esclarecimentos. O caso foi registrado como roubo, homicídio simples e legítima defesa.