Digite seu e-mail para que seja gerada uma nova senha.

Você receberá um e-mail com seus novos dados para acesso.
×
Política
Publicado em Quinta, 05 Maio 2016 12:26

Artigos

Novo parque urbano é motivo de requerimento
Erika Tank encaminhou documento à prefeitura

Com o anúncio de que a área do antigo zoológico municipal virará um parque urbano, com pistas de caminhada e áreas de descanso, playground para crianças e outras áreas específicas, há a preocupação com relação ao seu horário de funcionamento, formas de monitoramento e segurança no local, além das regras que regerão a permanência de animais no local. Esses são os questionamentos levantados pela vereadora Erika Tank, por meio de requerimentos protocolados na Câmara Municipal. “São indagações pertinentes quanto ao período em que o parque funcionará e se existirá monitoramento do local por câmeras e presença de agentes de segurança, uma vez que muitas pessoas frequentarão o lugar, causando essa preocupação com sua segurança”.  Erika questionou também quanto às regras de permanência e acesso de animais no local. “Sabemos que muitas pessoas acessarão o local para prática de caminhada e lazer com seus animais, por isso é importante sabermos como serão as regras de acesso e permanência deles no parque, para garantirmos uma saudável interação entre os frequentadores”, reforçou a vereadora no documento. São informações quanto ao despejo de dejetos, se estão previstas lixeiras específicas para o descarte e se há a possibilidade de se fazer uma parceria com a iniciativa privada para a disponibilização de sacolas para coleta e descarte desses dejetos. Outra indagação é quanto à instalação de bebedouros para esses animais ao longo de toda extensão do parque. “Em algumas cidades, os parques urbanos possuem totens com bebedouros instalados e sacolas para a recolha dos dejetos, uma preocupação sanitária com os frequentadores e também com o bem-estar dos animais”, lembrou Erika, que pede ainda se há previsão de colocação de placas com instruções quanto a essas regras. Outro requerimento questionou se houve estudos junto aos órgãos e entidades de medicina veterinária quanto ao impacto ambiental, como se dará o controle de pragas e vetores e se foi realizado monitoramento de espécies, preservação e possíveis realocações dos animais que ainda vivem no parque, além dos cuidados de preservação da nascente existente no local. 

Dpto. Comercial: (19) 2113.5000 | (19) 2113.5001 Depto. Financeiro: (19) 2113.5000 Depto. Artístico: (19) 2113.5000 | (19) 2113.5012